Saltar os Menus

Notícias

9 de Março de 2017

16 de março de 1974 – o levantamento das Caldas na imprensa regional da época

GC_16marçoEste acontecimento, também designado por “Revolta das Caldas” foi uma tentativa de golpe de Estado falhada ocorrida em 16 de Março de 1974.

De referir que a 14 de Março de 1974, face à contestação da política ultramarina, um grupo de oficiais generais dos três ramos das Forças Armadas participou, em São Bento, numa cerimónia de apoio a Marcelo Caetano. Estavam ausentes o chefe e o vice-chefe do Estado Maior das Forças Armadas, respectivamente os generais Costa Gomes e António de Spínola. Devido à sua ausência, foram demitidos, nesse mesmo dia, dos seus cargos pelo chefe do governo. A demissão de Spínola provocou indignação nalguns oficiais, que, em 16 de Março de 1974, fizeram uma primeira tentativa de derrube do regime.

Com esse objectivo saí rumo a Lisboa do Regimento de Infantaria das Caldas da Rainha uma coluna com cerca de 200 elementos sob o comando do capitão Armando Marques Ramos. Perto de Lisboa, percebem que estavam sozinhos: os militares de Lamego, Santarém e Mafra apesar de uma tomada de intenção anterior,  não se tinham juntado a eles. A operação aborta, dando posteriormente azo a prisões por parte do Governo. Apesar do insucesso, não deixou de constituir um  ensaio para o golpe que se avizinhava e que se viria a concretizar a 25 de abril de 1974.

A imprensa regional na Gazeta das Caldas de 20 de março, refere o acontecimento no editorial, distanciando a cidade e a população do sucedido e fazendo a defesa do regime.(vd. artigo)

Esta notícia foi publicada em 9 de Março de 2017 e foi arquivada em: Documento em destaque.

Comente esta notícia